Pesquisar
Close this search box.

Notícias

Post: 30 Anos da Associação Mariliense de Amor-Exigente (AMAE)

Início
News
Post

Uma mão estendida ao náufrago quando tudo parece perdido e a esperança está por um fio. Mais que tirá-lo da água, é importante cuidar para que consiga respirar sozinho e retomar sua vida. Em Marília, uma entidade também faz um trabalho de resgate: ao apoiar famílias que lutam contra a dependência química de seus filhos, os voluntários promovem uma auto e mútua ajuda em que cada um pode contribuir com o outro, tirando lições e se fortalecendo para enfrentarem seus desafios.

A Associação Mariliense de Amor-Exigente (AMAE) promoveu uma solenidade na tarde da última quinta-feira (25) para marcar seus 30 anos de fundação. Em um clima de muita emoção, foram homenageados os familiares de fundadores e voluntários, além de terem sido empossados os novos membros do Conselho Municipal de Política sobre Álcool e Outras Drogas (Comad), presidido pela educadora Ana Maria Crepaldi Lopes Martins.

Além de autoridades, como o vice-prefeito Cícero Carlos da Silva, vereadores e secretários municipais, representantes da sociedade civil e voluntários, estiveram presentes a cofundadora do Amor-Exigente e presidente de honra da Federação de Amor-Exigente, Mara Menezes e Luiz Fernando Cauduro, presidente da Federação de Amor-Exigente.

Em seus pronunciamentos, eles destacaram os preceitos de fundação do AE e a importância que esse trabalho tem no resgate das famílias em dificuldades, seja de relacionamento, seja pelo enfrentamento à dependência química.

Por sua vez, dona Vera Gelás, cofundadora do AE de Marília, juntamente com a Dra. Lucila Costa e Maria de Lourdes Garcia Ruiz (já falecidas), fez uma retrospectiva do início da instituição que, a princípio, se reunia no salão paroquial da Igreja São Bento e hoje possui sede própria onde são realizadas as reuniões semanais, às 20 horas, todas as segundas-feiras.

Emocionada, ela recordou como tudo começou, lembrando que a AE já realizou 1560 reuniões e que, mesmo na pandemia, não deixou de acolher e apoiar as famílias. Os encontros foram realizados online e, recentemente, puderam ser retomados presencialmente na sede localizada à Rua Maria Angelina Zillo Vanin, 75 (travessa da Rua Santa Helena).

COMAD

O secretário municipal de Direitos Humanos, delegado aposentado e ex-vereador Wilson Damasceno, falou da emoção de participar da solenidade de 30 anos da Associação Amor Exigente (AE) e poder dar posse aos novos conselheiros do Comad. Ele destacou o árduo trabalho que o grupo terá pela frente no sentido de prevenir a dependência química, sobretudo entre os jovens e apoiar seus familiares.

A educadora Ana Maria Crepaldi Lopes Martins, com uma longa trajetória de atuação em órgãos de prevenção e combate às drogas, falou como presidente do Comad sobre a importância do AE. Ela destacou que a reativação do Conselho, formado por representantes de diversos segmentos, poderá contribuir no auxílio “de muita gente que, infelizmente, se perde na dependência e precisa voltar ao convívio social, ao trabalho e aos seus familiares”.

O presidente da Federação de Amor-Exigente, Luiz Fernando Cauduro, disse que o AE de Marília e o Comad têm importante papel na “busca de tratamento e prevenção para nossos jovens e crianças, fazendo algo em prol da sociedade e de nossas famílias”. Ele frisou que “existe uma verdadeira epidemia de drogas em todo o País” e que cada vez mais cedo jovens e até crianças têm acesso a elas.

Luiz Fernando Cauduro afirmou que “a sociedade precisa estar preparada” oferecendo tratamento aos dependentes e prevenção para evitar o mal maior. Fazendo um paralelo com as medidas de prevenção adotadas contra o Covid, ele disse que “o Comad é como uma máscara que vai nos proteger”.

 Por fim, ele defendeu a importância de se promover cursos e capacitações para que mais pessoas estejam preparadas para o enfrentamento a um dos problemas mais sérios do país que é a dependência química.

O presidente da Associação Amor-Exigente de Marília, Mário César Vieira Marques, agradeceu a presença de todos e lembrou as vitórias registradas em 30 anos de atividades ininterruptas em que os voluntários têm sido essenciais para a continuidade da missão que nasceu do sonho dos cofundadores em 1991.


Fonte: Marília Sustentável

 

×